Mês: março 2018

Criada Frente para tratar das complexidades da prematuridade

A Câmara Municipal de Porto Alegre aprovou na tarde desta quarta-feira (28), o requerimento de criação da Frente Parlamentar pela Causa da Prematuridade. O vereador Mendes Ribeiro (PMDB), autor da proposta, explica que a intenção é fortalecer as políticas públicas voltadas aos prematuros, além de chamar atenção para as complicações e complexidades relacionadas ao tema.

Conforme Mendes, dados do Ministério da Saúde apontam que a prematuridade está ligada a 53% dos óbitos no primeiro ano de vida, respondendo por, pelo menos, 12 mil mortos por complicações logo após o parto. “Este é um tema que precisa ser tratado com atenção por todas as esferas da administração pública, especialmente no âmbito municipal, visando sempre a disponibilização de acompanhamento pré-natal a fim de oportunizar um atendimento de qualidade às gestantes para que haja um parto seguro, bem como tratamento especializado e adequado nos casos em que o bebê seja prematuro.”

A frente deverá desenvolver estudos, palestras e seminários, fiscalizar a partir de pedidos de informação e visitas à rede de saúde, entidades e órgãos ligados ao tema.

É considerado prematuro o bebê nascido com menos de 37 semanas de gestação. Conforme dados de 2014 do Sistema de Informação sobre Nascidos Vivos do Ministério da Saúde, 12,4% dos nascimentos no país são de prematuros.

Fonte: CMPA

Scroll to top