Sem categoria

Frente Parlamentar da Prematuridade Municipal e Estadual

Segurança e higiene

Nesta segunda-feira, dia 7, a 4ª reunião da Frente Parlamentar da Prematuridade tratou a segurança e higiene dos pacientes prematuros em parceria com o Legislativo. O presidente da Frente, vereador Mendes Ribeiro, saudou os convidados e reforçou o compromisso do evento em buscar cada vez mais alternativas que previnam a prematuridade e garantias de melhores atendimentos.

“Sempre digo que nossos mandatos passarão. Virão outros deputados e vereadores, mas nosso trabalho fica.” Disse o presidente.

   A vice-diretora da Ong Prematuridade.com, Aline Hennemann, apresentou o protocolo de segurança do paciente em 6 passos, que incluem a identificação correta do paciente, higienização das mãos e a comunicação com os pais, para que estes sintam-se empoderados para representar seus pais. Alertando que por mais básicos que são devem ser relembrados com constância quando se trata de pacientes prematuros. Também enfermeira neonatal, Aline ilustrou o aprendizado que passa a seus alunos em relação ao tratamento aos pré-termos.

“Sempre digo que para tocarem em um prematuro lembrem-se do toque em um algodão. Esse é o toque e o cuidado com um prematuro” disse a vice-diretora. 

A Chefe do Serviço de Neonatologia do Hospital Moinhos de Vento, Dra. Desirre Volkmer, destaca que a melhora no atendimento a prematuros não depende somente de novas tecnologias, mas da atenção.

“Cada vez mais o profissional tem oportunidade de aprender. O contato com os pais por exemplo, às vezes eles nem imaginam o que aprendemos com um detalhe compartilhado nessa comunicação.” Concluiu.

Contribuindo para o debate, secretária estadual da saúde, Letícia Boeira, falou quanto às informações passadas aos pais dos pacientes “às vezes achamos que a informação dada é uma informação assimilada. Mas damos muitas informações a esses pais, portanto o acompanhamento é essencial”. Reforçou a secretária. 

Também estiveram presentes: deputado estadual, Dr. Tiago Duarte; Saúde da Criança/Sec Saúde do RS, Dra. Célia Magalhães; e representando a Academia Sul-Rio-grandense de Medicina, Prof. Heitor Hentschel; presidente da Ong Prematuridade.com, Denise Suguitani.

  A próxima reunião da Frente Parlamentar acontece dia 21 de novembro, na Câmara de Vereadores, com a temática “O cuidado baseado no envolvimento da família”.

3ª edição da Frente Parlamentar da Prematuridade

Nesta segunda-feira, dia 9, a 3ª edição da Frente Parlamentar da Prematuridade abordou a capacitação das equipes de saúde e seus impactos para os prematuros.

A Supervisora Técnica do Programa Primeira Infância Melhor (PIM), Carolina Drugg, do Estado, apresentou às ações que o programa realiza. Presente desde a gestação como às visitas domiciliares a gestantes e mães.

“Percebemos no final do atendimento a importância desse acompanhamento para o processo organizativo dessas mães.”

Representante do PIM municipal, Tatiane Bernardes, atualizou sobre os dados de Porto Alegre que, somente este mês, acompanha 105 gestantes. Para ela, a capital conta com inúmeros desafios, como gravidez na adolescência, desnutrição e obesidade. Em meio ao debate quanto a realização dos serviços, Carolina Drugg observou que

“hoje um prematuro que ficou um internado após o nascimento, quando chega em casa é acompanhada como qualquer outra criança. E não deveria ser assim”. 

Nesse sentido, foi proposto um novo formato de acompanhamento nas visitas domiciliares. Que juntamente com a presidente da ONG prematuridade, Denise Leão, deve ser desenvolvido com o objetivo de contribuir na capacitação dos agentes (a ponta) em contato com as famílias de prematuros. 

A próxima reunião da Frente Parlamentar acontece dia 7 de outubro, na Câmara de Vereadores, com a temática Higiene e segurança do paciente.

Projeto prevê normas para propaganda em ônibus e lotações

Está em tramitação, na Câmara Municipal de Porto Alegre, o projeto de lei complementar que estabelece normas para a propaganda nos ônibus e nas lotações da Capital. A proposta, que revoga a Lei Complementar nº 124, de 22 de outubro de 1985, foi apresentada pelo vereador Mendes Ribeiro (PMDB).

De acordo com o autor, a legislação vigente sobre o tema não apresenta, de maneira clara, os locais para fixação de propaganda. “Atualmente, ônibus circulam com registros publicitários destacados, sob formas distintas das contempladas na legislação, e o que pretendemos é normatizar essas práticas, que vêm sendo adotadas sem o devido amparo legal”, afirma.

Como reforça Mendes, o objetivo do projeto é ampliar e detalhar as normas da legislação vigente. “Determinar, de forma ordenada e abrangente, os devidos espaços do veículo a serem utilizados para a veiculação de propaganda auxiliará o trabalho de fiscalização da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), priorizando também a perfeita identificação das informações contidas nos anúncios publicitários aos usuários do sistema, além de aumentar, substancialmente, a obtenção de receita”.

Principais normas do projeto:

– A exploração de propaganda no transporte coletivo pelos permissionários do serviço dependerá de licença especial, nominal, intransferível e individualizada;

– Caberá a uma empresa de publicidade a confecção, a instalação, a inserção e a retirada de propaganda em veículos do serviço de transporte coletivo. A agência deverá ter cadastro e registro nos órgãos municipais competentes para vincular propaganda ao ar livre;

– Ficará proibida, nos espaços dos ônibus e lotações, a veiculação de propagandas de: tabagismo; bebidas alcoólicas; partidos políticos; cunho eleitoral; cunho religioso; meios de transporte concorrentes das empresas; empresas que explorem o trabalho infantil; empresas que desrespeitem o meio ambiente; promoção à discriminação;

– A propaganda deverá ser veiculada em área previamente liberada pelo órgão competente. Será permitida em ambas as laterais externas e na face traseira dos veículos (busdoor), desde que respeitadas as medidas expressas no projeto. Também serão possíveis anúncios em laterais internas de ônibus (na faixa entre as janelas laterais e as luzes internas ou em até quatro monitores, dependendo do tamanho do veículo);

–  Ficarão os permissionários do serviço de transporte coletivo obrigados a aplicar os recursos obtidos com a exploração dos espaços de propaganda exclusivamente em: programa de assistência médico-hospitalar de seus empregados e dos dependentes destes e renovação de frota operacional.

Caso o projeto seja aprovado e sancionado, entrará em vigor na data de sua publicação no Diário Oficial de Porto Alegre (Dopa).

Texto e foto: CMPA

Visita a sede do Grêmio Náutico União

Esporte em pauta! Visita a sede GNU – Grêmio Náutico União: 9 modalidades olímpicas com investimento na formação atletas. Com o coordenador técnico de alto rendimento, Alexandre Garcia, e o gerente de Esportes, Joel Prates.

13510908_1037814376299922_4257991729953203915_n (1)

 

 

 

 

 

 

 

13567509_1037814382966588_2108962704974049173_n

 

 

 

 

 

 

 

13509134_1037814386299921_5710239410342620298_n

 

 

 

 

 

 

 

13557765_1037814446299915_4130205020971872295_n

Evento com os amigos da ANAPPS

Programa “Pensando em Você” da Associação Nacional dos Aposentados e Pensionistas da Previdência Social, no Centro Cultural Érico Veríssimo.

13466316_1034692863278740_6971802284402838338_n

13516722_1034692866612073_2770614203387351970_n

Scroll to top