Projeto Adote a Saúde

Pessoas físicas e jurídicas podem contribuir com melhorias a saúde em Porto Alegre.

Preocupado com a saúde e com o desenvolvimento de novas alternativas, o vereador Mendes Ribeiro criou no final de 2017, o projeto Adote a saúde. O objetivo é incentivar adoções de Unidades Básicas de Saúde por pessoas físicas ou jurídicas (incluindo sociedade civil organizada), que estejam dispostas a melhorar os serviços de saúde em Porto Alegre. Basicamente as empresas e entidades podem contribuir doando equipamentos e materiais de uso diário – verificados pela secretaria de Saúde. Além da possibilidade de viabilizar obras de reformas e benfeitorias.
Promulgado em dezembro de 2018, a lei Nº 12.483, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2018, prevê que a parceria seja feita através de um termo de cooperação com objetivos, prazo de vigência e atribuições com aqueles que possuam objetivos comuns aos planejados para a saúde. A lei não exime gestão pública de suas atribuições com a unidade; a cada 120 dias o ente deve apresentar prestação de contas.

– Uma solução simples e inteligente! Uma solução de vínculo cooperativo entre entidades que possuem interesse e propósitos em comum – disse Mendes Ribeiro sobre a lei. 

Para a sociedade, isso significa a garantia de atendimentos melhores e a possibilidade de investir em profissionais para as unidades e outros benefícios.
Para essas empresas e entes, fica o retorno do impacto positivo em “adotar” a saúde do próprio município. Além de reforçar a “responsabilidade social empresarial”. Mendes Ribeiro explicou a necessidade de empresas assumirem seu compromisso não apenas com questões ambientais, mas com o social, mobilidade, combate às desigualdades e etc.
A ideia pode ser observada em cidades de Santa Catarina, algumas delas preveem descontos em taxas e impostos.

-Nós verificamos que, muitas vezes, com um baixo custo, conseguimos mudar a realidade e ampliar ou melhorar o atendimento de alguns postos, disse o vereador.

Mendes Ribeiro também é responsável pelos seguintes projetos:
TDAH – Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade
Indicativo: Capacitação aos profissionais vinculados a área escola
Projeto: Semana Municipal de Conscientização TDAH.
Atendimento descentralizado à Saúde do Homem
Frente Parlamentar pela causa da Prematuridade
Programa Municipal de Atenção à Prematuridade
Programa Municipal de Cuidados Paliativos
Comunicação de maus tratos a idosos