Santa Casa: 69% do atendimento é SUS

Alinhado as tratativas do Projeto Adote a Saúde, o vereador Mendes Ribeiro tem se reunido com os gestores de instituições públicas e privadas da área para compor um rol de projetos vinculado a prevenção e qualidade no atendimento em Porto Alegre. Na Santa Casa, na segunda-feira, 13, foi recebido pelo provedor da Irmandade Santa Casa, Alfredo Guilherme Englert, e pelo diretor geral, Julio Flávio Dornelles de Matos.

O balanço social da instituição demonstra o seu impacto na saúde dos porto-alegrenses. Em 2018, foi registrado mais de um milhão de atendimentos ambulatoriais, quase 60 mil internações e mais de 67 mil procedimentos cirúrgicos. Destes, 69% são SUS.

Conforme explicado ao vereador, pelo SUS ser deficitário, a Santa Casa, somente no último ano, buscou R$ 168 milhões em recursos próprios para viabilizar o custeio das operações, a fim de não diminuir o volume de atendimentos.

O provedor Alfredo ainda apresentou as perspectivas do novo hospital, o 8º a ser integrado ao complexo Santa Casa – o Nora Teixeira. Com ele, há previsão de 14 mil atendimentos/ano para emergência, mil para UTI (30 leitos) e 14 mil para internação. O espaço destinado a emergência SUS será o correspondente a 4 vezes o tamanho do serviço oferecido hoje.